28 dezembro 2009

TOPO

"Notifica-se V. Exª para comparecer no próximo dia 6 de Janeiro de 2010, na hora abaixo indicada para realização de entrevista profissional de selecção, nos Serviços Centrais da Casa Pia de Lisboa, na Av. do Restelo nº.1.


Com os melhores cumprimentos
 
DIA 6 DE JANEIRO
Liliana Cristina Ferreira Santos de Oliveira - 10h15m"

21 dezembro 2009

Feliz Natal

Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
num sótão num porão numa cave inundada
Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
dentro de um foguetão reduzido a sucata
Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
numa casa de Hanói ontem bombardeada


Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
num presépio de lama e de sangue e de cisco
Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
para ter amanhã a suspeita que existe
Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
tem no ano dois mil a idade de Cristo


Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
vê-lo-emos depois de chicote no templo
Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
e anda já um terror no látego do vento
Vai nascer esta noite à meia-noite em ponto
para nos pedir contas do nosso tempo



David Mourão-Ferreira
Lira de Bolso, 1969

16 dezembro 2009

Feliz Natal/Merry Christmas/Frohe Weihnachten

Só para vós, para vos desejar Festas Felizes!!!

Just for you, to wish you all happy holidays!!!
Nur für euch, wünsche euch allen schöne Ferien!

25 novembro 2009

I wish


(C) Horst Kordes



it was a sunshine city today...

Inconstância

O dia de hoje está cinzento. E eu como ele vegeto no meio da neblina matinal.
O sono repousou-me pouco e o frio tem vindo a entranhar-se nas minhas células, como se dele dependessem para resistir ao inverno.
Os terminais corporais já arrefeceram, dando do sinal físico de que efectivamente chegou o inverno - muito embra ele não tenha ainda começado.
Tento resistir às intempéries que o inverno provoca em mim e já por 3 anos consecutivos que consigo. Desejo cegamente que esta resistência se prolongue por muito tempo. Muito embora a incognita subsista, tenho a esperança de que o dia-a-dia se encarregue de me surpreender e me assista.

Olho novamente para fora da janela e o verde das planícies aparenta estar repleto de orvalho, ou não fosse a cacimba caída toda a madrugada e a geada que se continua a fazer sentir, como que caída directamente de um céu denso de nuvens brancas e cinzentas, perdidas no nevoeiro que se adensa ali à frente!
Recordo novamente o calor do meu dinossauro, em plena Stammheim, num dia igualzinho ao de hoje - com a diferença de que estava no mês de Março, a temperatura mais baixa e a companhia totalmente diferente.
Tenho saudades do meu modus vivendi; não tenho saudades das saudades que sentia do meu coração aquecido!
Assola-me várias vezes a ideia de regressar, mas as dúvidas são tamanhamente gigantes e dói-me a alma pensar na quantidade de coisas que gostaria de fazer e não faço; da quantidade de sonhos que deito por terra de cada vez que me nego!
Por onde anda o meu coração ao largo? a minha capacidade de deixar tudo e ir? a mminha energia contagiante?

Será que se vai com as nuvens?
Terá fugido com os meus medos?

Não vislumbro razão...

17 novembro 2009

(nova) Rua da Saudade

Um brilhante projecto, que vale a pena (re)descobrir.
Saudosismo... Mistério... Memórias...

13 novembro 2009

12 novembro 2009

Sense and sensibility



Faz tanta falta a tanta gente!!!

26 outubro 2009

Fim-de-semana perfeito

Consegui levar-te lá!
Subimos a serra no meio da bruma que se dissipava mas depressa chegámos ao destino - um pouco mais abaixo do que aquilo que as coordenadas insistiam em dizer.






Percorremos a serra e alguns dos espaços românticos que alberga, como o Palácio de Monserrate, erigido num monte luminoso imediatamente a seguir à descensão até ao ribeiro (infelizmente seco).



Passeámos pela Quinta da Regaleira e pelos seus jardins interiores, passando pelos poços e pelas mais veladas simbologias.

O chá das 5h teve lugar numa salinha pitoresca, ladeada de pequenas senhorinhas e de uma lareira (apagada, é certo - já que o frio não se fazia sentir, mas sim o calor de uma tarde outonal bem colorida), de livros e de pequenas marcas britânicas.



O sol entrava pelas janelas e o chá fumegante soube a alma cheia, juntamente com toda a envolvência das palavras proferidas.



Depois de um saboroso descanso mais uma caminhada e um repouso ao som dos passarinhos que se ouviam do lado de lá da janela...


A caminho de mais um pouco de paz, anoitecia e a pouca luz e o frio que se faxiam já sentir, transportaram-nos para uma sala tão antiga e fantasticamente decorada, que apetecia estar trajada à dama-antiga.



Ao fundo um piano tocava para nós e as poucas pessoas na sala, jantavam também calmamente e apenas se ouviam as notas reproduzidas pelas cordas de um piano de cauda.

Tão bom, que de repente se ouve uma das minhas favoritas árias do Phantom of the Opera...



Depois de um vinho que percorreu as entranhas e dos paladares saciados, caminhamos para um final de noite. Amanhecemos depois, com mais um percurso traçado.



E por aqui terminou a caminhada preparada por mim.
Ainda assim, ainda mirámos o mar e ainda ouvimos Beethoven no cinema.
Terminámos com um pedaço de bolo com 1 ano e com muitas tarefas por pôr em prática.

23 outubro 2009

Fim-de-semana a caminho

Estou ficando ansiosa!!!
Tamanha é a minha curiosidade em relação a este fim-de-semana que aí vem.
Comemora(mos) o 1º ano de casamento.
Surpresa é aquiloo que tenho a andado a preparar e que tem vindo a ser um engraçado método para quem disse "gosto muito de surpresas!".
Aguardo a reacção, a partir desta noite!!!

20 outubro 2009

Escolinha

A chuva e o vento, as gargalhadas e o cheiro a cedro molhado transportaram-me para a escola do avião!
Saudade...

04 outubro 2009

A busca continua...

Ah como eu gostaria de entender!
Como eu gostaria de ver!

Busco incessantemente resposta para tamanha dúvida, mas silêncio é o que obtenho.
Dói-me a alma por não encontrar resposta e refugio-me numa imensidão de nostalgias e num saudosismo desmedido, como se não existisse nada além disso.

01 outubro 2009

Just got blue

(c) flicker.com

25 agosto 2009

Mais uma vez inconclusiva

Esgarrar é uma contante.
Sigo errante pelos caminhos que não quero percorrer e incorro em quedas tão significativas que perco a noção da dimensão da queda!

Exprimo-me tantas e infinitas vezes inconscrientemente e com a voz do coração esfarpado, que acredito piamente que deixo de fazer sentido. Questiono-me inclusive acerca da minha irresponsável capacidade martirizadora de infligir quem me rodeia!

Mas nada concluo.

Esgarrar. Sem mais nem porquê!

17 agosto 2009

09 agosto 2009

Dubrovnik...



(C) Google maps


... here I come!!!

06 agosto 2009

I'm slowing down and down...



Something new...
Something to relax...

28 julho 2009

O robot...




...Está como eu!
Ou eu como ele...

22 julho 2009

Melodia de memórias felizes

Cool jazz fest 2009...
Katie Melua foi a opção. Um dos presentes de aniversário!
A dois, lá fomos, meio com medo da chuva para um relvado molhado.
Não choveu e cheirava a maresia. Ia arrefecendo e a timidez da cantora aliviava o frio que se ia fazendo sentir.



A melhor forma de concluir um simpático concerto.
A menina que encanta com a sua doce voz e que marca tanta gente...

Foi um final de dia feliz e saboroso.

Obrigada marido!!!

19 julho 2009

Tom de festa

Fabulosamente fantástico.

É tão bom cultivarmo-nos e aprendermos coisas novas.


(C) http://www.acert.pt



A companhia não poderia ter sido melhor, a música cativante e o ambiente propenso à animação. Que o próximo chegue depressa.

15 julho 2009

Buika...

Uma incessante busca...
Uma descoberta feliz!

14 julho 2009

Pegadas na areia

(C) crisruas



Uma noite eu tive um sonho...
Sonhei que estava andando na praia com o Senhor,
e através do Céu, passavam cenas da minha vida.
Para cada cena que passava,
percebi que eram deixadas dois pares de pegadas na areia;
um era o meu e o outro do Senhor.
Quando a última cena de minha vida passou diante de nós,
olhei para trás, para as pegadas na areia
e notei que muitas vezes no caminho da minha vida
havia apenas um par de pegadas na areia.
Notei também que isso aconteceu nos momentos mais difíceis e angustiosos da minha vida.
Isso aborreceu-me deveras,
e perguntei então ao Senhor:
"Senhor, Tu me disseste que, uma vez que eu Te resolvi seguir,
Tu andarias sempre comigo, todo o caminho;
mas notei que durante as maiores atribulações do meu viver
havia na areia dos caminhos da vida,
apenas um par de pegadas.
Não compreendo porque nas horas em que eu mais necessitava de Ti,
Tu me deixaste".
O Senhor respondeu:
- Meu precioso filho,
Eu amo-te e jamais te deixaria nas horas de prova e de sofrimento.
Quando viste na areia apenas um par de pegadas,
foi exactamente aí que Eu te peguei ao colo.

13 julho 2009

Regredi

Inebriaste-me...

Toquei ao de leve os teus cabelos e senti aquele maravilhoso odor que me transportou para 1988.
De repente, parecia que cheirava os caracóis loiros e perfumados do meu bebé favorito até hoje.
Parecia ter 21 anos a menos.
Parecia estar sentada no banco estofado de veludo bourdeaux do quarto onde ela dormia.

Como funciona a nossa memória e os nossos desejos?!?

11 julho 2009

Parabéns para mim...

06 julho 2009

Inacabado assunto

Novamente o "meu" assunto, aquele que me massacra(va), me deixa(va) insegura e me coloca(va) em cheque.
Tantas partilhas (mas não demasiadas) e tantas vezes surgem as dúvidas, os medos e as inseguranças!
Inacabado assunto!
Tremendamente influenciável na nossa prática diária e no nosso bem-estar, mas de cada vez que o abordamos há algo que muda. Em ti e em mim.
As dores que outrora senti desvanecem. O nosso futuro está próximo e isso descansa-me, pacifica-me!
É bom partilhar tudo contigo. É bom que partilhes tudo comigo.
Crescemos - dizes tu.
E dizes muito bem!
Crescemos sim. A olhos vistos e isso deixa-me profundamente feliz.
Alguém dizia viver não custa; o que custa é saber viver!
E esta é uma real e diária constatação. Crescemos... somos... vamos. Às vezes sem saber e sem querer saber, mas vamos! Outras a audácia desvanece e perde-se de cada vez que é preciso decidir.
Agora, a decisão está tomada! Há certezas e há desejos, objectos e vontades comuns. Há quereres e saberes e uma grande dose de curiosidade. E é exactamente esta vontade de nos levar adiante que nos faz querer caminhar.

Amo os teus olhos azuis, os remoinhos do teu cabelo já a ficar grisalho.
Amo as tuas mãos e o seu toque suave e gentil de cada vez que me passas a mão pelo rosto.
Amo as gargalhadas que damos juntos e as lágrimas de alegria que choramos juntos.
Amo os silêncios que não incomodam e as frases soltas que se proferem no final desse silência e que culminam sempre numa coincidente coincidência.
Amo o(s) nosso(s) caminho(s) que é(são) cada vez mais o(s) mesmo(s).
Amo o nosso crescimento e a tua capacidade de entendimento em relação a mim.
Amo-te porque me amas e porque nos amamos e porque amamos todos os dias mais um bocadinho.
Amo-te porque te vejo reconhecer as minhas indagações e os meus suspiros, porque me ajudas a subir degrau a degrau nas inquietudes que eu insisto em não expor.
Amo a tua alma espelhada no teu olhar e no teu sorriso doce, na loucura dos teus anseios e nas incertezas do teu espírito.

E é exactamente por isso que te digo qu o nosso futuro está próximo.
E vai ser perfeito.
Tenho a certeza!
Simplesmente porque somos os dois.

04 julho 2009

Melodia de nós



No meio do rendilhado e das molduras antigas de casa das avós, há imagens de felicidade! Imagens que nos transportam para um dia feliz. Um dos nossos dias felizes! Um dos nossos dias mais felizes.

Cheira a lavanda das gavetas
A chuva e a terra molhada em tardes quentes de Verão
A erva acabada de cortar
A pôres do sol quentes sobre o ocenao cristalino.

Cheira a alegria e a felicidade
A danças intemporais e a risadas doces
A músicas marcadas e pautadas pela harmonia
A chocolate quente acabado de preparar.

Cheira aos nossos amores e às nossas paixões!

Cheira a nós e às nossas almas!

03 julho 2009

Demissão do Ministro

(C) Nuno Ferreira Santos in Público

Onde vai a nossa democracia parar?
Onde está o exemplo de boa educação, civismo, respeito pelo outro?
Será que não é possível (con)viver num meio limpo e de aceitação pelas ideias e pelas divergências alheias?

29 junho 2009

Somewhere over the rainbow...




A chuva já cá está!
O sol também espreita de quando em vez.

Só falta mesmo o meu arco-íris!
O potinho com as moedas de ouro já está bem guardadinho.


27 junho 2009

Um primeiro jantar

Convites feitos e enviados, respostas recebidas, local marcado, eis que chegam as 21h do dia 27 de Junho de 2009.

Antecedido de uma bela sangria de espumante com frutos silvestres, surge um primeiro jantar em família, motivado por um primeiro vencimento enquanto técnica superior contratada.


(C) http://www.mercybrasserie.com

O espaço é fantástico. Muito confortável. Apesar de ter a estrada mesmo ao lado, é aprazível toda a envolvência. Os pratos têm uma apresentação vistosa, a comida muito saborosa.

A companhia não poderia ser melhor e eu fiquei feliz.

Brindou-se a muitos outros jantares e encontros como este.
Se não for por força das circunstâncias, que seja por força humana. Que possamos sempre estar juntos e partilhar todos os momentos bons (os maus também, mas se possível que não se aproximem!!!).

Bem-hajam pelo momento, não efémero, mas marcado no tempo e na memória.

26 junho 2009

O rei da pop...




... perdeu-se ontem... definitivamente!
Memórias de infância e tantas outras coisas que suscitam as músicas deste rei da pop.

Brincadeiras sem fim, danças até cair, risadas de encher o ouvido.
E que bom era sermos meninos de rir.

Rei ou não, da pop ou não, doente ou não, estranho ou não, insano ou não, condenado ou não, proporcionou dias felizes.

Agora deixem-no em paz! A ele e à família...
Que encontre a paz que sempre pareceu buscar; que se encontre a si mesmo e se harmoize, se tranquilize e descanse!

25 junho 2009

Insurgente

Se a neura matasse... estaria com as alminhas!!!
Que raio de circundância esta!?!

Caminho em pensamento e em palavras.
Voo em pensamentos.
Miro em pensamentos, palavras e acções.
E sufoco em acções. Meramente em acções!

O egoísmo e a intransigência do ser humano revela-se constante e permanente, como se de um acto premeditado se falasse.

A grosseria, ignorância, grotesquidão, burrice, estupidez, o desrespeito e o snobismo deixam-me profundamente nauseada, enjoada, peculiarmente enojada.

E é tão revoltoso encontrar alguém assim!!!

24 junho 2009

Ligações perigosas


Particularmente interessante!
Depois de um dia extenuante, até pareceu bem. Mas?! E restavam dúvidas?!?
Política! Lobbies! Jornalistas! Polícias e investigadores!
Como funciona a sociedade senão assim?!
E ainda me vêm com políticas?!
Politiquices!!!

16 junho 2009

Think of me...

13 junho 2009

Santos Populares

Um largo repleto de pessoas.
Cheira a sardinhas assadas.
Há manjericos e balões por toda a parte.

(C) Ritazza

Há sangria e imperial, pastéis de bacalhau e chouriço assado.
Caminhamos para um lado... caminhamos para o outro...
Num beco sem saída, estagnamos e esperamos por mesa para jantar.
O céu é o limite e, com uns balões, umas folhas de borracheira e umas quantas fitas coloridas, apresenta-se o tecto folião do espaço.
Sai um chouriço assado e um entrecosto, já que a menina não gosta de "sardines on carvon". Pão caseiro e siga!!!
Findo o jantar ruma-se à Mouraria. Passando por Alfama e pela Sé, ouve-se a música que paira no ar e o infinito cheiro a sardinhas já passa despercebido.


(C) Ritazza

Bailarico da 3ª idade e siga até à Bica (do sapato, dizia eu! Não, olha que é outra Bica! - dizia outro). Volta, meia volta , lá estamos nós carregados de encontrões e já com algumas cervejolas a dançar!
Fiquei tão contente de te ver!
A miúda que anda ao "deus dará" estava ali! A picar gelo para as caipirinhas!!!
De chapéu na cabeça e de calções. A eterna miúda de chinela, com olhar de menina que precisa de mimo, embeveceu-me!
Sai mais uma cervejola, uma caipirinha e umas sangrias! Uma bifana e umas farturas!
Mais uma converseta e, às duas por três, vamos embora!
Sobe a calçada e... Primo!!!
Mais uma cervejola e uns dedos de conversa.
A horas tantas, vamos subindo e apanha táxi, não apanha - o melhor é descer ao Chiado! Mas não havia táxis. As ruas estavam cortadas desde o Marquês. Anda que não anda e acaba-se a noite a apanhar táxi em Santa Marta!
Casa com eles que são 6 da matina e já não há combustível para mais nada!


(C) Ritazza

10 junho 2009

Gran torino


Vidas atrás de vidas. Povos atrás de povos. Diferenças étnicas e culturais em grande escala. Sentimentos, crenças, atitudes, personalidades, fé(s) ou fezadas...
E afinal de contas... Vence sempre a verdade e a pureza de coração.

08 junho 2009

Onde...

Onde estás que não te vejo?
Onde estás que não te sinto?
Onde estás que não te ouço?
Onde estás que não te cheiro?

Onde estás que não te encontro em nenhuma parte.
Cego de tamanha indiferença.
Sinto-me a morrer pela apatia...

Que é de mim?
Que é de ti?
Que é daquilo que te rodeia?!

Conto ou não conto?!

Tamanha é a dúvida que insite em bater-me à porta!
Imaginei uma história na minha cabeça.
Carregada de sinapses, criei uma personagem linda e perfumada, carregada de boas notícias, de ideias e de experiências arrabatadoramente saborosas.
Conto ou não conto?!
Infantil ou não, criei uma história na minha cabeça.
Uma curta história.
Começava assim:

Numa avenida infidável, existia uma árvore. Uma tília em crescimento. Era a única da avenida, mas exalava um cheiro tão inebriante, que todas as minhas entranhas se activaram, como que a dizer "a minha existência surge aqui mesmo".

Mais não digo...

04 junho 2009

Estou...

... triste! Sinto que há milhares de coisas para fazer e eu não sei fazer nada.

03 junho 2009

Olha o belo do chocolate!!!

70% de Cacau
ligeiro sabor a
pimenta japonesa de limão
lasquinhas de chocolate



(C) Coppeneneur



A bela da envolvência do chocolate negro com o aveludado sabor a pimenta fresca!
Só faltava ser inverno, estar um dia cinzento e frio e ver a lareira a crepitar num fogo crescente, ao calor de uma manta a olhar a rua sombria lá fora...

Dejá vu

Acabou de entrar uma mulher no autocarro. Uma mulher alta e bem constituída. Uma mulher igual a outra.

Deixou-me a pensar!

Conheço-a de algures, mas... quem é?

Uma mulher igual a outra de há quase 25 anos atrás. Será possível? Terei eu esta memoória fotográfica ou será apenas fruto de um desejo contido e reflexo de alguém que me é querido?!?

Volto a indagar-me e o nome surge na minha mente: TERESA.

Mas não creio! Não é possível! Será mera coincidência; apenas fruto da minha imaginação!

30 maio 2009

Balanço da 1ª semana

2ª a 4ª - teoria, teoria, teoria!!! Apoio, apoio, apoio!

5ª - injecção de informação, proficua e de importância fulcral e fundamental para a futura prática.

6ª - organização de material e início do estudo do 357. LINDO!!!

Acho que sou capaz!
E com a fantástica equipa que tenho ao lado, nada é impossível.
Estou contente.

Uma noite apelativa à dança

Depois de uma sopa alentejana...



... sai uma noite cubana!
Pásion de Buena Vista

26 maio 2009

Alta de Lisboa lança possibilidade de "arremprar"

A Sociedade Gestora da Alta de Lisboa (SGAL) arrancou hoje com uma campanha de arrendamento com opção de compra. Denominada “Arremprar”, esta campanha tem disponíveis, para já, 195 apartamentos (T1 a T5).
O objectivo da campanha é "facilitar o acesso à compra de habitação" e ser uma solução que ajude a "ultrapassar as dificuldades actuais", contribuindo para a dinamização do mercado.
Com este novo produto, os inquilinos fazem um contrato de arrendamento com opção de compra por um prazo de cinco anos e no qual poderão descontar até 40% do valor pago ao longo desse período em rendas.
No entanto, segundo Graciano Garcia, director comercial da SGAL, estes 40% apenas serão válidos se se exercer a opção de compra ao fim de um ano. Ao fim de dois anos, o valor a descontar desce para 30% das rendas pagas e no final do quarto ano de arrendamento desce para 10%.
Na conferência de imprensa de apresentação deste novo produtos, que decorreu hoje de manhã, Graciano Garcia explicou que, "genericamente trata-se de aproveitar grande parte das rendas pagas para que o cliente possa constituir um fundo próprio e usá-lo para comprar uma casa na Alta de Lisboa", seja aquela que arrendou, seja outra - noutro empreendimento ou de diferente tipologia - mas desde que situada na Alta de Lisboa.
Graciano Garcia explicou que, mesmo trocando de imóvel, o inquilino não perde o crédito acumulado de rendas, além de que também será possível fazer adiantamentos de rendas, o que na prática, se traduz em começar a comprar a casa ao longo dos cinco anos.
De acordo com o mesmo responsável, as rendas praticadas variam entre os 500 e os 1.900 euros, em apartamentos cujo preço de venda vai dos 1.600 aos 2.000 euros por metro quadrado.
Ao fim dos cinco anos, os inquilinos podem renegociar o contrato de arrendamento, "mas a opção de compra vai depender do mercado. A Alta de Lisboa pode continuar com este tipo de contrato. É uma solução para vender imóveis em stock", comentou Graciano Garcia.


Características do "arremprar":
1. Poder usar 40% da renda paga ao longo dos anos para abater ao preço da casa quando se optar pela compra;
2. Opção de compra pode ser exercida até ao 60º mês;
3. O valor de compra é fixo até á fim do contrato;
4. Estão 195 apartamentos disponíveis;
5. Possibilidade de fazer adiantamentos parciais, reduzindo a renda mensal;
6. Possibilidade ceder a posição de arrendatário ou optar por adquirir outra casa na Alta de Lisboa, sem perder o valor do pagamento da renda. (in http://economico.sapo.pt/noticias/alta-de-lisboa-lanca-possibilidade-de-arremprar_11376.html)


É uma questão a ponderar, mas de facto parece mesmo interessante. Talvez até uma mais-valia para todos aqueles que não sabem bem às quantas andam!!

Num corpo só

25 maio 2009

Caril de gambas

800g camarões descascados
1 cebola
1 dente de alho
2 colheres de sopa de caril
1 colher de sopa de tandori
2 tomates
1 dl de vinho branco
1 colher de sopa de margarina
2 colheres de sopa de azeite
2 dl de leite de coco
1 manga
sal q.b.
pimenta moída na altura q.b.


Faz-se um refogado com a cebola, alho picados e a azeite.
Estando louro, acrescenta-se a manga em cubinhos pequenos, o pó de caril e a mistura tandori. Deixa-se ferver 5 minutos e, depois, junta-se o tomate, diluído no vinho. Tempera-se ainda com sal e pimenta preta moída na altura.
Retira-se a caçarola do lume e passa-se o molho pela a varinha.
Vai novamente ao lume e adiciona-se o leite pouco a pouco, mexendo sempre. O tacho deve estar destapado, sobre lume médio.
Seguidamente, acrescentam-se os camarões que decerão estar à temperatura ambiente e deixando cozer cerca de 5 minutos. Rectificam-se os temperos.
Sirve-se com arroz branco.

O início

É o início!
O início de uma nova fase. De certo uma viragem na página da profissão!
Uma nova experiência. Sem dúvida enriquecedora. Sem dúvida diferente.


Já fazia falta conseguir dar o salto do aquário cheio e pequeno para um outro maior, com mais capacidade volumétrica e de resposta.

Serei eu capaz de nadar em águas tão diferente?!

22 maio 2009

Depois de uma despedida com lágrimas...

... uma apoteose.
O culminar de um dia nublado, numa tremenda alegria.

Há algo de senil em mim
Que já não me deixa lembrar
Há quanto tempo foi o fim
não sei cheguei a começar

Mas sei que foi sempre assim
Mais olhos que barriga
Mais sono que fadiga
Há sempre tempo para parar
Saber se vale a pena
Ou ficou por fazer


Refrão:

É só contar até 3 (1...2...3)
Vou nascer outra vez
Fechar os olhos (1...2...3)
Vou nascer outra vez
Respirar bem fundo (1...2...3)
Vou nascer outra vez
Começar de novo (1...2...3)
Vou nascer outra vez


Nunca foi boa escolha
Ficar à espera para ver
Por mais que a gente sofra
Um dia havemos de morrer

Mas sei que foi sempre assim
Mais garganta que vontade
Mais treta que verdade
Há sempre tempo para pensar
Mudar alguma coisa
Ou parto a loiça

Sem tirar nem pôr!
E desta parti a loiça. Também mo foi permitido!
Agora sim!
E vou. Sigo de cabeça erguida de braços abertos, pronta a não falhar. Pronta a ser aquilo que sou!!!

Depois de uma despedida...

14 maio 2009

Frase do dia!

Alguém escreveu:

"Quero um mundo melhor, mas é caríssimo!"

Pois é! Caríssimo mesmo.
As mudanças urgem a todos os níveis.
Os anos passam, os minutos avançam à velocidade da luz e o universo tende a ser cada vez mais descoberto. Mas... e os buracos negros?!? Também estes crescem a olhos vistos. Basta mirar o horizonte, ou talvez até mais próximo - basta ler as gordas dos jornais e ouvir os flashes das notícias da TV.
Ainda assim, é possível revoltar-se com aqueles que irónica e criticamente dizem "foi só esperar a descida das acções, para comprar mais umas quantas da novabase" e vê-los passar em carros topo de gama, com empresas (quase) desconhecidas a lucrar milhões, e a rir daqueles que pedem esmola à porta do teatro, numa noite de estreia.

E ainda se diz que é caríssimo ter um mundo melhor!

Para alguns será! Para a maioria talvez!

11 maio 2009

Ratos

Rato, é o nome geral dos mamíferos roedores da família Muridae. É a maior família de mamíferos existente na actualidade cerca de 650 espécies, classificadas em cerca de

140 géneros e em cinco ou seis subfamílias. Uma grande quantidade de informações sobre a anatomia, fisiologia, comportamento e doenças estão disponíveis devido à sua popularidade como animais de laboratório. E esta popularidade se dá por conta de em muitos aspectos assemelharem-se ao humano, sendo fundamental o imunológico o que o faz a melhor escolha para laboratorio e vetor de muitas doenças.

Os ratos silvestres foram aparentemente originados nas regiões temperadas da Ásia Central. Através de migrações pelas rotas comerciais e militares, o rato se espalhou pelo mundo. Muitos tipos de rato transformaram-se em espécies invasoras e causaram estragos nos ecossistemas ocupados através da sua migração.

Os ratos são conhecidos especialmente pelo risco a saúde, são portadores de variadas doenças transmissíveis ao homem, como a leptospirose e hantavírus, além de ser hospedeiro para outras doenças.

O controle da população de ratos é extremamente difícil de ser realizado. Os ratos, precisam de 3 itens para sobreviver e reproduzir, são estes abrigo, alimentação e água. A água e o abrigo são praticamente impossíveis, se retiramos as fontes de água, ele irá mais longe para obte-la e voltará ao seu abrigo, se eliminamos seu abrigo actual, ele criará um novo próximo ao local, sobrando somente a alimentação. Algumas das doenças transmitida pela urina do rato são: -peste bubônica -leptospirose. Essas doenças são as mais perigosa que o rato transmite.



in Wikipedia (http://pt.wikipedia.org/wiki/Rato)

06 maio 2009

Parabéns BARBIE!!! A revolta...

Uns dias depois... Semanas... Meses... Anos...



... Será?!?
Assim não tem piada a nossa boneca de sonho!!!

No entanto, dá que pensar!

28 abril 2009

E não choveu...


in Flickr

Cansaço

Ah se o cansaço nos livrasse dos afazeres...
As estrelas chegariam muito mais cedo à minha janela.
E eu mais rapidamente alcançaria a paz de que agora precisava!
Mas ao invés disso sonoras vozes ecoam nos meus ouvidos e no fundo da minha alma e levam o meu pensamento a imaginar o meu cérebro como uma papa mole acabada de cozinhar. Como se tivesse estado em lume brando todo o dia e contrariamente a um ápice se transformou em cozido!
Lá fora as árvores dançam ao sabor do vento primaveril, um vento tão saboroso, misturado com as nuvens que mais parece que vai chover. E, não é por nada, mas cheira a chuva!
E embora não me apeteça chuva, quase que ficava feliz se andasse à chuva até encharcar a roupa toda!
E estou cansada!

25 abril 2009

Viva a LIBERDADE

in flickr


Se um dia toda esta revolução foi possível, que se arranje uma agora! Que sejamos capazes de levar por diante as nossas vontades e os nossos desejos de ultrapassar as injúrias, os ultrajes e os devaneios de loucos inquietos. Que saiamos das "tocas e da escuridão" porque já não "reina calada a podridão".



Viva a revolução!
Que ela comece em nós, dentro de nós!
E que os cravos e o vermelho das suas pétalas signifiquem apenas a nossa paixão pela vida, pelas vivências felizes e menos felizes que nos fazem caminhar e não apenas a sobrevivência.
Viva a Liberdade!!!

24 abril 2009

BEM-HAJAM

17 abril 2009

Uma bela descoberta

Será?!


As meninas, Pablo Picasso

15 abril 2009

As minhas frésias amarelas

Findos 5 dias de estar fechada em casa sem respirar o ar que oxigena os pulmões tenho hipótese de sair à varanda, numa tarde em que o sol espreita por entre as nuvens carregadas de gotas e de inspirar o inebriante odor das minhas frésias!





Amarelinhas, doces e com cheiro a rebuçados de fruta!

Um dia terei um enorme jardim onde poderei plantar frésias atrás de frésias atrás de frésias!
Por ora, estou feliz! Tenho as minhas pequeninas a colorir, fantasiar e odorar a minha varanda.

11 abril 2009

Prince of Egypt

08 abril 2009

Uma descoberta

Repleta de gente estava a sala!
A música invadia o tempo e a alma.
Recordações tão saborosas.

http://www.myspace.com/luizealata

Vou querer mais. Muito mais!

07 abril 2009

Lipton linea

Lipton linea é óptimo.
O mix do chá verde com a fruta dá-lhe um sabor particularmente fresco e agradável.

Para além de fabuloso, ajuda a eliminar gordurinhas em excesso!


Mais, está a oferecer um pack de 4 garrafinhas para experimentar.
Façam como eu, é só clicar no link abaixo e ver como participar!

http://www.lipton.pt/linea/l.aspx?i=a746e160-2225-e449-089b-5b7d4eaf6f0a

E é tão fácil e tão saboroso!!

06 abril 2009

Coisas pequenas



Madredeus, in Paraíso

05 abril 2009

Becoming Jane



Muitas vezes perdemos
a possibilidade de felicidade
de tanto nos prepararmos
para recebê-la.
Por quê então
não agarrá-la
toda de uma vez?

(Jane Austen)

Manhã de domingo

O despertar ao sabor da luz do sol que entra na janela é sem dúvida um privilégio.
Os raios de sol entram pelas frestas da persiana, percorrem o espaço até encontrarem uns tecidos finos e ténues que se cobrem de laranja e bege. Incidem nas paredes nuas e brancas e invadem o quarto de uma luminosidade estonteante.
Há sorrisos, palavras doces e meigas, partilha de afectos e de cumplicidades sob a forma de palavras prosadas.
É isso!
Tu queres. Eu quero.
As fantasias são muitas.
As dúvidas e os medos maiores.
Os desejos... que explanam eles?! Que explicam?!
Tu queres. Eu quero.
Eu queria... - dizes tu! - Como queres tu?! Que escolherias tu? Qual seria a tua opção no que toca a esta matéria??
Para mim não há opção!
- digo eu - Isso para mim não é importante!
Mas... e que programações?! Que viagens?! Que vontades?!
Tu queres. Eu quero.
E a dúvida subsiste!
Quero tanto que chega a doer. Tanto que já só ouso trocar esses desejos contigo se porventura tu o exprimires! Mas continuo sem entender. A dúvida subsiste, martelando na minha cabeça. Correm tantas sinapses, que chego a ficar enjoada de tanto estímulo nervoso! Apetecia-me agarrar em mim e jogar-me na parede, rachar a cabeça e arranjar um dicionário de aprendizagem "como ser racional em alturas críticas" para lá colocar dentro, mas não consigo!
E cansa! Cansa tanto!!!
Tu queres. Eu quero.
Eu quero. Tu queres.
Dá-me uma luz. Dás?!

Damásio disse "podemos ser Hamlet durante uma semana ou Falstaff por uma noite, mas tendemos a regressar ao ponto de partida. Se tivermos o génio de Shakespeare, podemos utilizar as batalhas interiores do si para criar o elenco inteiro de personagens do teatro ocidental - ou no caso de Fernando Pessoa, para criar vários poetas diferentes, os seus heterónimos. Porém, ao fim e ao cabo, é um Shakespeare idêntico a si mesmo (e não um dos seus personagens) que se reforma tranquilamente em Stradford, e é um Pessoa idêntico a si mesmo (e não Ricardo Reis) que bebe até ao esquecimento e morre num hospital de Lisboa." (in O Sentimento do Si)

Assim me explico!

02 abril 2009

"Allégorie de soie" pour la soirée

Allegórie de soie - Salvador Dali



De que são feitas as metamorfoses?!
Ai borboletas de nós!
Tão livres e tão encasuladas.

Bebem-se palavras, inala-se o fumo daquilo que nos transporta para outros locais! Absorve-se o som que enlaça as nossas fugazes histórias e aspira-se o odor das velas que nos transportam para o infinito! Partilham-se momentos e quase que há uma mudança.

Abundam as sensações e o medo faz-se evidenciar de forma muito peculiar!

O 2º D quase que se transforma em 4ºH e eis que a sala quase encarna o quarto de camas de ferro verdes com cortinas rosa, lilás e azul!

As borboletas vão voando...
A metamorfose vai continuando! Continuando... Continuando...
Que transformações está o futuro a conceber?!
A seda será!!!

01 abril 2009

Dia das mentiras...

31 março 2009

Pois...

Diz o meu marido: Artigo interessante... tema para "possíveis interessantes discussões"

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1371479&idCanal=62

Efectivamente!
Se tudo é tão complicado, não seremos nós a parte complicada?!
Porque não descomplicar?!
Porque não sermos nós facilitadores de comunhão, de partilha e de amor?
Há tantas crianças a precisar de colo!!!
E porque não dar oportunidade ao outro de dar?!
Complexo, hein?!
Deixemo-nos Pensar!

Choose love

28 março 2009

Para o infinito... e mais além!!!

Depois de uma semana extenuante, segue-se via A1 a caminho de Viseu.

O cansaço era mais que muito e, apesar da boa companhia, o sono fez-se sentir e alguns foram os minutos em que os olhos repousaram.

A música que paira no ar é apenas feita de palavras e de risos, de gargalhadas e de descobertas, de ultrapassagens e travagens em função do trânsito que se faz sentir ao longo de todo o percurso.

E, de repente, eis que as copas das árvores formam um infindável túnel. Não consigo nomear as árvores que cobrem toda a via - o meu parco conhecimento da flora não mo permite -, em todo o caso, as árvores trasportaram-me imediatamente para um Renault 5 (de 4 velocidades), com a bela da matrícula bem vincada na memória, de cor bourdeaux e de apenas 3 portas.






O rádio tocava as belas canções do Joe Dassin - aquele que era horrível porque simplesmente era aquilo que os nossos pais gostavam - e lá iamos nós, rumo a um algarve desconhecido onde a praia era a melhor do mundo!!! Noite fora seguia-se a apreciar a paisagem escura repleta de mistérios.

É tudo tão diferente hoje!

A paisagem contina a apreciar-se. Mas... e as imagens que outrora se criaram?! Cadé a nossa capacidade de fantasiar?

21 março 2009

Primavera, Printemps, Spring, Frühling

by Giuseppe Arcimboldo
E que bom é tê-la aí, repleta de vegetais e de flores, de cores a alegria, de sol e brisas calmas.
Já fazia falta!!!

19 março 2009

DIA DO PAI


O MEU PAI É GRANDE


QUASE QUE CHEGA AO CÉU


TEM FORÇA DE UM GIGANTE


O MEU PAI É SÓ MEU


GOSTO DELE E ELE GOSTA DE MIM


O MEU PAI É ASSIM.


Feliz dia a ti PAI!!!

17 março 2009

17 de Março de 2009

Hoje há que usar uma flor branca ao peito.



Todos aqueles que se incluem no grupo dos técnicos de Serviço Social, devem usar um flor branca - esta era a mensagem que circulava por aí.

Eu usei! E expliquei a quem comentou a minha flor o motivo da sua existência.

Também hoje havia uma conferência/congresso, ao qual lamentavelmente não pude comparecer.
"o que é afinal ser assistente social?" era o nome da conferência.
E direi eu, alguém que ama (ou deveria) amar aquilo que faz, que se entrega de corpo e alma aos que precisam, que não se importa de dar a cara pelos outros, sem pensar que pode magoar-se!

Mas, em oposição, questiono-me eu?! De que serve ser-se assisente social nestas minhas condições actuais?! Dramático não é, porque ao invés de tantos colegas, não estou no desemprego, mas...

O medo vai ter tudo
pernas
ambulâncias
e o luxo blindado
de alguns automóveis

Vai ter olhos onde ninguém o veja
mãozinhas cautelosas
enredos quase inocentes
ouvidos não só nas paredes
mas também no chão
no tecto
no murmúrio dos esgotos
e talvez até (cautela!)
ouvidos nos teus ouvidos

O medo vai ter tudo
fantasmas na ópera
sessões contínuas de espiritismo
milagres
cortejos
frases corajosas
meninas exemplares
seguras casas de penhor
maliciosas casas de passe
conferências várias
congressos muitos
óptimos empregos
poemas originais
e poemas como este
projectos altamente porcos
heróis
(o medo vai ter heróis!)
costureiras reais e irreais
operários
(assim assim)
escriturários
(muitos)
intelectuais
(o que se sabe)
a tua voz talvez
talvez a minha
com a certeza a deles

Vai ter capitais
países
suspeitas como toda a gente
muitíssimos amigos
beijos
namorados esverdeados
amantes silenciosos
ardentes
e angustiados

Ah o medo vai ter tudo
tudo
(Penso no que o medo vai ter
e tenho medo
que é justamente
o que o medo quer)

O medo vai ter tudo
quase tudo
e cada um por seu caminho
havemos todos de chegar
quase todos
a ratos

Sim
a ratos

(Alexandre O'neill)

E reforço eu a ideia!
Havemos quase todos de chegar a ratos! Porque é nessa perspectiva que se vive hoje. Na de se ser sempre melhor que os outros a qualquer preço, independentemente dos valores que se devem (ou deveriam) preconizar como valores morais e éticos a pôr em prática.

Mais, é tudo uma cambada de oportunistas e de "salve-se quem puder" numa rataria que trezanda a podridão!

Dia Mundial do Serviço Social

16 março 2009

Tempo de molhar-se!!!



EU ATREVO-ME.

15 março 2009

The curious Case of Benjamin Button




Fabulosamente denso!
Genialmente filmado, caracterizado... feito!
Lágrimas e risos foi o que obtive durante muito tempo.
Excepcional.
Não encontro forma de o descrever.
166 minutos de densa aprendizagem pessoal.

A vida é tão extraordinariamente bela e profunda que nos faz pensar e repensar no quê da nossa existência! Nos nossos objectivos e obstáculos, vontades e medos, dúvidas e anseios, sonhos e realidades, vivências e desejos, amores e desamores, paixões e devaneios, partilhas e narcisismos.

Como seria se de facto nos contássemos ao contrário? Como seria se o nosso relógio biológico funcionasse de acordo com o oposto daquilo que é para nós conhecido como "a normalidade"?

"You never know what's comin' for you!!!"

14 março 2009

13 março 2009

sexta-feira 13 sem nome

Notícia arrebatadora!

Um bebé morre dentro do carro depois de 3 horas fechado ao sol - e os resultados da autopsia são inconclusivos.

O pai do bebé é constituído arguido no caso, por crime de homicídio por negligência, na sua forma mais grave, punível até 5 anos de prisão.


Daquilo que se lê e se ouve, um jovem indivíduo deixa o seu filho de 9 meses na cadeirinha do carro, fechado durante 3 horas, enquanto vai trabalhar.
Ao que parece a criança teria ficado a dormir e, por esquecimento(?), só após um telefonema da esposa se terá apercebido que (afinal) não levou a criança ao infantário, como era suposto.
Foi dado o alerta para o Centro de Emergência, mas quando chegaram ao local a criança já se encontrava sem vida.
Para este caso, depois de uma autopsia inconclusiva, imputam o pai do bebé um crime de homicídio por negligência.

Lêem-se notícias e comentários e... como é possível que teçam semelhantes comentários a uma situação tão inanalisável como esta?

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1369104&idCanal=62

http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1369046

Quem melhor do que os directamente envolvidos na situação para saberem o que sentir, o que pensar, o que reagir e o que demonstrar perante "isto"?

Dramático, impensável, irrepresentável para quem nunca passou por nenhuma situação similar...

sexta-feira 13

A cidade estava caótica!
Ninguém se entendia.
E eu... a sair de um local de trabalho, tento dirigir-me para outro (sim, porque ter um part-time não sustenta ninguém).
As estradas estavam insuportavelmente carregadas de carros e camiões, motas e camionetas de passageiros. De tal ordem que tive que mudar de rota!
Rumo ao São José de todos os dias, dirijo-me à mata de Monsanto. Verde e mais verde e ainda mais verde.

Cheira a pinho!!!

É tão engraçado... No meio da cidade há um pulmão repleto de oxigénio, um coração que dá vida aos transeuntes e a todos os que por ali vagueiam.
O sol trespassa a folhagem das copas das árvores e beija as flores que começam agora a florescer.
Os vidros do carro vão com uma ligeira abertura, o tecto de abrir também a deixar entrar o sol e a brisa (quase) primaveril e eis que se passa praticamente uma hora desde que saí. Quase chego ao local de destino e, novamente, surgem o carregamento de carros e camiões, motas e camionetas de passageiros.

Que tarde...

09 março 2009

I have a dream

I too need a kiss

(c) Gustav Klimt

The Wishing Tree


I wish and wish and wish more and more and continue to wish...
And nothing happens. Nothing happens at all.
I wish my wish (or wishes) could come true, but those are nothing more than wishes, that will keep as wishes.

Parabéns BARBIE!!!

Hoje é dia de aniversário!
A Barbie faz 50 anos.




A boneca que era um exemplo a seguir!
Todos os fins-de-semana eram dias de construir casas com divisões a perder de vista, eram dias de ser a maior empresária! Uma empresária de sucesso, com marido e filhos, com carros e casas de férias...
Todas nos víamos a ser assim um dia. A transformarmo-nos num ser esplendoroso e belo, como uma vida invejável!
E eis que a realidade é tão diferente...
É bom concluir que há uma enorme diferença entre o sonho, a brincadeira e o real.
Afinal de contas, somos nós que fazemos a nossa vida e o nosso real. E nada melhor do que sermos nós os construtores da nossa realidade. A de brincar era tão mais fútil...

08 março 2009

Feliz dia da MULHER

woman with a flower, Picasso




Estás tão bonita hoje. quando digo que nasceram
flores novas na terra do jardim, quero dizer
que estás bonita.

Entro na casa, entro no quarto, abro o armário,
abro uma gaveta, abro uma caixa onde está o teu fio
de ouro.

Entre os dedos, seguro o teu fino fio de ouro, como
se tocasse a pele do teu pescoço.

Há o céu, a casa, o quarto, e tu estás dentro de mim.

Estás tão bonita hoje.

Os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.

Estás dentro de algo que está dentro de todas as
coisas, a minha voz nomeia-te para descrever
a beleza.

Os teus cabelos, a testa, os olhos, o nariz, os lábios.

De encontro ao silêncio, dentro do mundo,
estás tão bonita é aquilo que quero dizer.

José Luis Peixoto,
in "A Casa, a Escuridão"

06 março 2009

Scarborough faire



Mais uma memória!
Um vinil que se ouvia ao sábado à noite no giradiscos canadiano.
Sentados a uma mesa de sala em vidro castanho.
Perto de umas colunas gigantes, com uns enormes phones nos ouvidos!
Fumava-se um cigarro ou outro e lia-se um qualquer livro que cultivasse. Dois dedos de conversa e mais umas cantorias pelo meio.

Ainda eu não sabia apreciar as coisas boas da vida!

Bons velhos tempos...

05 março 2009

Stary stary night



Uma melodia ao chegar a um velho palacete...
Memórias de infância!
Um pai a brincar quando chega a casa, ao fim de um dia de trabalho, aos escorregas em cima da cama e ao poço que, de repente, abre e fecha com o contar de mais uma lenga-lenga!

Saudade...

04 março 2009

A conversation about race



E ainda nos questionamos acerca do racismo!!!
Que dúvidas?!
Que formas de agir, de ser ou estar?!

Vale a pena (re)pensar neste conceito!

03 março 2009

SLUMDOG MILLIONAIRE


A importância das coisas é tão relativa!!!

Na simplicidade e na pureza de coração de de alma vive
a inocência da criança, o sonho do adulto...

Que a vontade de brincar e de sorrir,
de encontrar o amor,
ultrapasse sempre a tristeza e a dor
das perdas de um dia e permita
a consolidação dos valores morais que outrora nos incutiram!