28 abril 2009

E não choveu...


in Flickr

Cansaço

Ah se o cansaço nos livrasse dos afazeres...
As estrelas chegariam muito mais cedo à minha janela.
E eu mais rapidamente alcançaria a paz de que agora precisava!
Mas ao invés disso sonoras vozes ecoam nos meus ouvidos e no fundo da minha alma e levam o meu pensamento a imaginar o meu cérebro como uma papa mole acabada de cozinhar. Como se tivesse estado em lume brando todo o dia e contrariamente a um ápice se transformou em cozido!
Lá fora as árvores dançam ao sabor do vento primaveril, um vento tão saboroso, misturado com as nuvens que mais parece que vai chover. E, não é por nada, mas cheira a chuva!
E embora não me apeteça chuva, quase que ficava feliz se andasse à chuva até encharcar a roupa toda!
E estou cansada!

25 abril 2009

Viva a LIBERDADE

in flickr


Se um dia toda esta revolução foi possível, que se arranje uma agora! Que sejamos capazes de levar por diante as nossas vontades e os nossos desejos de ultrapassar as injúrias, os ultrajes e os devaneios de loucos inquietos. Que saiamos das "tocas e da escuridão" porque já não "reina calada a podridão".



Viva a revolução!
Que ela comece em nós, dentro de nós!
E que os cravos e o vermelho das suas pétalas signifiquem apenas a nossa paixão pela vida, pelas vivências felizes e menos felizes que nos fazem caminhar e não apenas a sobrevivência.
Viva a Liberdade!!!

24 abril 2009

BEM-HAJAM

17 abril 2009

Uma bela descoberta

Será?!


As meninas, Pablo Picasso

15 abril 2009

As minhas frésias amarelas

Findos 5 dias de estar fechada em casa sem respirar o ar que oxigena os pulmões tenho hipótese de sair à varanda, numa tarde em que o sol espreita por entre as nuvens carregadas de gotas e de inspirar o inebriante odor das minhas frésias!





Amarelinhas, doces e com cheiro a rebuçados de fruta!

Um dia terei um enorme jardim onde poderei plantar frésias atrás de frésias atrás de frésias!
Por ora, estou feliz! Tenho as minhas pequeninas a colorir, fantasiar e odorar a minha varanda.

11 abril 2009

Prince of Egypt

08 abril 2009

Uma descoberta

Repleta de gente estava a sala!
A música invadia o tempo e a alma.
Recordações tão saborosas.

http://www.myspace.com/luizealata

Vou querer mais. Muito mais!

07 abril 2009

Lipton linea

Lipton linea é óptimo.
O mix do chá verde com a fruta dá-lhe um sabor particularmente fresco e agradável.

Para além de fabuloso, ajuda a eliminar gordurinhas em excesso!


Mais, está a oferecer um pack de 4 garrafinhas para experimentar.
Façam como eu, é só clicar no link abaixo e ver como participar!

http://www.lipton.pt/linea/l.aspx?i=a746e160-2225-e449-089b-5b7d4eaf6f0a

E é tão fácil e tão saboroso!!

06 abril 2009

Coisas pequenas



Madredeus, in Paraíso

05 abril 2009

Becoming Jane



Muitas vezes perdemos
a possibilidade de felicidade
de tanto nos prepararmos
para recebê-la.
Por quê então
não agarrá-la
toda de uma vez?

(Jane Austen)

Manhã de domingo

O despertar ao sabor da luz do sol que entra na janela é sem dúvida um privilégio.
Os raios de sol entram pelas frestas da persiana, percorrem o espaço até encontrarem uns tecidos finos e ténues que se cobrem de laranja e bege. Incidem nas paredes nuas e brancas e invadem o quarto de uma luminosidade estonteante.
Há sorrisos, palavras doces e meigas, partilha de afectos e de cumplicidades sob a forma de palavras prosadas.
É isso!
Tu queres. Eu quero.
As fantasias são muitas.
As dúvidas e os medos maiores.
Os desejos... que explanam eles?! Que explicam?!
Tu queres. Eu quero.
Eu queria... - dizes tu! - Como queres tu?! Que escolherias tu? Qual seria a tua opção no que toca a esta matéria??
Para mim não há opção!
- digo eu - Isso para mim não é importante!
Mas... e que programações?! Que viagens?! Que vontades?!
Tu queres. Eu quero.
E a dúvida subsiste!
Quero tanto que chega a doer. Tanto que já só ouso trocar esses desejos contigo se porventura tu o exprimires! Mas continuo sem entender. A dúvida subsiste, martelando na minha cabeça. Correm tantas sinapses, que chego a ficar enjoada de tanto estímulo nervoso! Apetecia-me agarrar em mim e jogar-me na parede, rachar a cabeça e arranjar um dicionário de aprendizagem "como ser racional em alturas críticas" para lá colocar dentro, mas não consigo!
E cansa! Cansa tanto!!!
Tu queres. Eu quero.
Eu quero. Tu queres.
Dá-me uma luz. Dás?!

Damásio disse "podemos ser Hamlet durante uma semana ou Falstaff por uma noite, mas tendemos a regressar ao ponto de partida. Se tivermos o génio de Shakespeare, podemos utilizar as batalhas interiores do si para criar o elenco inteiro de personagens do teatro ocidental - ou no caso de Fernando Pessoa, para criar vários poetas diferentes, os seus heterónimos. Porém, ao fim e ao cabo, é um Shakespeare idêntico a si mesmo (e não um dos seus personagens) que se reforma tranquilamente em Stradford, e é um Pessoa idêntico a si mesmo (e não Ricardo Reis) que bebe até ao esquecimento e morre num hospital de Lisboa." (in O Sentimento do Si)

Assim me explico!

02 abril 2009

"Allégorie de soie" pour la soirée

Allegórie de soie - Salvador Dali



De que são feitas as metamorfoses?!
Ai borboletas de nós!
Tão livres e tão encasuladas.

Bebem-se palavras, inala-se o fumo daquilo que nos transporta para outros locais! Absorve-se o som que enlaça as nossas fugazes histórias e aspira-se o odor das velas que nos transportam para o infinito! Partilham-se momentos e quase que há uma mudança.

Abundam as sensações e o medo faz-se evidenciar de forma muito peculiar!

O 2º D quase que se transforma em 4ºH e eis que a sala quase encarna o quarto de camas de ferro verdes com cortinas rosa, lilás e azul!

As borboletas vão voando...
A metamorfose vai continuando! Continuando... Continuando...
Que transformações está o futuro a conceber?!
A seda será!!!

01 abril 2009

Dia das mentiras...